A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura…

Henrique Reis

  A 3ª Feira de Móveis Circuito Design Paraná 2017 foi realizada entre 6 e 9…

Henrique Reis

Você já ouviu em falar no termo “vintage”? Acredito que sim, pois é um termo…

Henrique Reis

Um shopping em Bloomington, Minnesota (EUA), fechou um acordo com o artista Eric Rieger, que…

Henrique Reis

O novo projeto dessa gigante do mercado é a criação de uma mini casa inteiramente…

Henrique Reis

Com o desenvolvimento das cidades e com a modernização, os espaços estão ficando cada vez…

Henrique Reis

A High Design – Home & Office Expo é uma feira de mobiliário de alto…

Henrique Reis

Caso você não saiba, a psicologia explica que as cores promovem forte influência na hora da…

Equipe Sistema Lift

No final de julho deste ano, será realizada a 24ª feira de móveis de alta…

Henrique Reis

Para muitas empresas, o que elas possuem de mais valioso são as suas informações e,…

Equipe Sistema Lift
Skip to content

Brasília, capital criativa do Brasil

10

    A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura Unesco classificou Brasília como uma das 180 “cidades criativas” do mundo, pelo seu design. O título recebido da Unesco, veio no mesmo ano em que a cidade completa 30 anos como patrimônio cultural da humanidade. Grande parte do prêmio pode ser vinculado ao arquiteto Oscar Niemeyer, já que a maioria dos designs espalhados pela cidade são obras de arte dele.

7

    Cidades criativas são as cidades reconhecidas por suas contribuições para a sociedade em várias áreas, sendo elas: arte, design, gastronomia, música, filmes, literatura e artes midiáticas. Essas cidades se comprometem a desenvolver e a trocar práticas inovadoras, procurando alavancar essas categorias e assim fortalecendo a participação da comunidade na vida cultural dos municípios.

2

    Neste ano, além de Brasília, mais duas cidades brasileiras também receberam o título. São elas: Paraty-(RJ), por conta de sua gastronomia, e João Pessoa-(PB), por conta do artesanato. Atualmente, o Brasil conta com oito cidades na lista da Unesco, além das três já citadas, também inclui Belém-(PA), Salvador-(BA), Santos-(SP), Florianópolis-(SC) e Curitiba-(PR).

    A nova seleção da Unesco anunciou 64 cidades para receber o título de “cidades criativas” e a maior supresa foi a Cidade do Cabo, no continente africano, que se tornou a primeira cidade africana a se destacar na lista da Organização por seu design. Além da Cidade do Cabo, mais oito cidades africanas também foram incluídas na seleção.

9

 

 

Fonte: Casavogue

Circuito Design Paraná 2017

logo_circuitodesignpr

 

A 3ª Feira de Móveis Circuito Design Paraná 2017 foi realizada entre 6 e 9 de novembro, em Londrina e Arapongas, interior do Paraná.

Cada cidade recebeu três showrooms. Em Londrina, as empresas que expuseram seus produtos da linha 2018 foram: Arte Nova – Steel e Unue no Showroom 1; Dona Flor no showroom 2; e Brisa Casa no showroom 3. Já em Arapongas, as emrpesas foram: Toca da Movelaria no showroom 4; Empório das Cadeiras no showroom 5; e Piu Mobile no showroom 6. As empresas apresentaram novos conceitos para móveis, tendências do mercado, cores, texturas e designs exclusivos.

Além da exposição da linha 2018 dessas oito empresas, o evento deste ano também recebeu o lançamento oficial do novo software do Sistema Lift, o Lineari. Este novo software resolverá o maior problema encontrado pelos lojistas multimarcas: o cadastro de todos os produtos e suas variações de cores e acabamentos, proporcionando a integração da tabela de preços entre o fabricante, seus representantes e os lojistas. O lançamento foi na segunda-feira, dia 6, às 19h no restaurante Guanciale na cidade de Londrina.

 

Logo

ESTILO VINTAGE

Você já ouviu em falar no termo “vintage”? Acredito que sim, pois é um termo que sempre está em destaque dentro do segmento de móveis, decorações e da moda. No entanto, você sabe o que realmente significa vintage? Além disso, sabe a diferença dos termos “retrô” e “vintage”?

“Vintage” vem do inglês, que tem a mesma grafia. Esse termo significa “safra de vinho” e traz uma ideia de que quanto mais antigo a “safra” mais valor é atribuído ao móvel. Por essa razão, é bem comum encontrarmos móveis no estilo vintage com um valor muito alto no mercado.

2

Além disso, o estilo vintage é uma das tendências encontradas no mundo da moda e decorações. Ele tem o objetivo de recuperar traços e estilos clássicos. São móveis e ambientes de décadas passadas, mantendo as características originais do produto, como sua fabricação, seu design e além disso, são móveis produzidos à mão, trazendo qualidade e autenticidade à peça.

5

Em contrapartida, móveis com estilo retrô também trazem uma ideia de antigos, só que diferente do vintage. Esses móveis foram criados nos dias atuais inspirados em móveis de antigamente. O estilo retrô nada mais é do que uma reecriação ou reedição de uma peça antiga.

50bce12162eb0-f39-decoracao-classica-06_orig

Atualmente a maneira mais comum de se utilizar os estilos retrô e vintage é mesclando-os com o estilo moderno, criando assim um confronto de antigo contra moderno, formando uma decoração contemporânea. No entanto, vale lembrar que para se criar esse ambiente, o custo será bem elevado.

 

 

Fonte:

http://www.nossagente.net/2012/10/diferenca-entre-vintage-e-retro/10474

https://www.osvaldoantiguidades.com.br/diferenca-entre-decoracao-vintage-e-retro/

Hot Luch – A beleza encontrada em um shopping de Minnesota

Um shopping em Bloomington, Minnesota (EUA), fechou um acordo com o artista Eric Rieger, que trabalha com o codinome de Hot Tea, com o intuito de maravilhar as pessoas que passam pelo shopping por meio do contraste criado da obra em conjunto com os raios solares que entram pelo teto do shopping.

yarn-art-hottea-8

A arte foi batizada de “Hot Luch”. Ela é composta por 13 mil fios coloridos, com 18 metros de altura, no centro do famoso Mall of America. A obra pesa cerca de 330 quilos. A ideia de Rieger foi criar uma obra que remete às cores de um arco-íris composto por 103 cores, trazendo uma experiência diferenciada para os passantes, criando um ambiente tranquilo e descontraído, “brincando” com sentimentos de excitação e felicidade de todos que passam por esse espaço.

Toda o planejamento do artista e de sua equipe durou oito semanas e de mais 10 dias para instalar todos os fios e terminar a obra. O artista diz que o objetivo por trás de seu trabalho é o de utilizar infraestruturas já existentes e criar um trabalho de arte que cria  harmonia com o espaço do local.

41bb44-20170728-yarnart6

yarn-art-hottea-6

Veja mais informações:

https://www.mprnews.org/story/2017/07/28/photos-mall-of-america-hit-with-biggest-yarn-bomb-ever

TINY HOUSE: A CASA ABASTECIDA SOMENTE POR ENERGIA RENOVÁVEL

O novo projeto dessa gigante do mercado é a criação de uma mini casa inteiramente alimentada por energia renovável sobre rodas e equipada com seus produtos. Com essa tecnologia, é possível passear pelo país demonstrando como tudo funciona.

O nome da casa é Tesla Tiny House e ela vem com seis painéis solares e um Powerwall, que é uma bateria recarregável pela energia solar para abastecer a casa. A estrutura é feita com madeira livre de químicos e fornecida localmente.

No interior da casa existe um estúdio de design móvel e uma espécie de showroom móvel. Toda a estrutura da casa pesa cerca de duas toneladas e ela é puxada por um Tesla, Model X – o mais novo SUV elétrico da empresa, demonstrando que toda a ação da empresa é zero emissão.

Tesla_Tiny_House-Melbourne-7347

Até o momento, esse projeto é realizado somente dentro da Austrália. Ao todo já são quatro casas criadas nas cidades de Brisbane, Sydney, Melbourne e Adelaide.

Caso você tenha interesse em saber mais sobre essa casa, clique aqui e veja a página da empresa em inglês.